Eita trabalho duro shuahshua

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Aproximação dos Opostos

Se a alma dita o caminho do poeta
Eu já colhi rosas e joguei pedras
Rosas de amor, desejo e paixão
Pedras de pensamentos nebulosos e solidão
Desejo arte sagrada da sedução
Te leva a loucura e la se vai qualquer preocupação
Tudo ao redor desaparece você entra no ritimo e já prescreve
Uma noite, duas ou mil o que achar que deve
Pedras de boba preocupação
Algo ruim de momento e não razão
Nebulosidade que desperta o pensar de noites
Como um náufrago que só enxerga horizontes
Solidão e compania opostos da mesma fonte
Ironia ou dois lado que cruzam a mesma ponte
Ser rei é olhar o céu e suspirar no alto monte
No olhar das estrelas a felicidade está na própria fronte

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Vinda da Lua

Minha paixão virou utopia
Que vai e vem feito bola todo dia
Penso em você e vem alegria
Uma menssagem de amor que um bobo diria
Pra beber o vinho do seu corpo que se delicia
Em cada beijo, mordida minha pura demagogia
Uma mistura de sedução e nostalgia
Um desejo de uma vida, um ano, ou apenas um dia?
Nessa madrugada e em tantas eu te queria
Não de mais nem de menos, mas em plena autonomia

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Missão

Ainda estou pra descobrir
Se é amor, desejo ou paixão
Se em cada manhã com alguem do lado ainda tem solidão
Se é algo inacabado, karma ou perdão
Se é pecado, drama ou coisa boba do coração
Ou será que lembro apenas em vão
E com um sorriso safado me entrego a inspiração
Será que foi um amor tão forte que tatuou o coração
Ou uma paixão que ferveu e sumiu feito vulcão
Vou ganhar a vida como padre, politico, engenheiro ou ladrão
Mas não termino essa sem uma grande paixão
Será que ela pensa como eu ou o encanto se perdeu no direito e na razão

Difícil Conclusão

Mais uma madrugada em claro fiel
Com pensamentos em treino de quartel
Reluta uma dúvida cruel
Afinal sentimentos nao foram feitos em papel
Se ainda houvesse estrelas no céu
Pra quem nao quis um quarto de hotel
E deitado na areia pensando em fazer o certo aos olhos de noel
Ainda assim seria mais fácil terminar a torre de babel

Reflexos

Difícil deixar a paixão de lado
Mesmo para ser feliz e amado
Difícil esquecer o que tinha encontrado
Mais difícil crer que como toda história virou passado
Porque, feliz é ser um bobo apaixonado
Triste é quando cada um escolhe um lado
Louco é querer ser vidente do certo ou errado
Fazer coisas sem pensar ou por pensar de mais acabar enganado
Damas de copas, ouros ou paus num quadro pintado
Lembranças, aprendizados, um sorriso de canto bobo de pecado

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Dieta Balanceada

Sempre feliz da vida
A gente se diverte em cada fugida
Pro bar ou pro cinema cada um vale a pena
Uma sessão ou outra perdida
Dor no pescoço, uma soneca distraida
Um bjo gostoso, uma mordida no pescoço
O carro embaça na risada olhando um pro outro
Pena não saber que ia durar tanto a despedida e ficar mais um pouco
Logo mais a gente se encontra de novo
Pra mais uma rodada de bebida ou desse amor louco

Na real

Um objetivo me faz falta
Assim como as histórias de outro tempo
E andando por ai de bike volto no tempo
Achei a mulher perfeita do momento
Por que me falta vontade e sentimento?
Eu quero amar sentir paz do complemento
Quero calar o espirito e de uma vez a dúvida do peito
Mas parece que cansei de babaquisse e perda de tempo
Falam de dar tempo ao tempo
Eu prefiro ser gordo comendo Passatempo
Fala perdida pois levo nas costas
Esperando que tudo engrene ou vire bosta